+55 (32) 3355.1483

Blog Candonga da Serra

8 set

As curiosidades da Estrada Real

Considerada a maior rota turística do Brasil, a Estrada Real guarda uma série de segredos e curiosidades. Afinal, passar por três estados cheios de histórias só poderia deixar os visitantes ainda mais curiosos.

Percorrendo montanhas, delineando rios, cachoeiras, cidades históricas, além de inúmeras outras belezas naturais das regiões, a Estrada Real merece ser conhecida e descoberta por aqueles apreciadores de uma boa viagem. Pensando nisso, fizemos um artigo com as principais curiosidades sobre ela. Temos certeza que ao final, você estará mais convicto de que esse passeio será inesquecível. Confira!

História e lugares

Como dissemos no início do texto, a Estrada Real é a maior rota turística do país. Isso se dá principalmente pela sua extensão: são mais de 1630 quilômetros que passam por Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

Sua criação data do século 17, quando os portugueses (especificamente a Coroa Portuguesa) decidiram tornar oficial os caminhos pelos quais passavam o ouro e diamante retirado da rica Minas Gerais e levados até os portos das cidades litorâneas do Rio de Janeiro. Hoje, o propósito dela é preservar esses locais cheios de história e tradições.

Caminhos

Sim, a Estrada Real tem alguns caminhos e não apenas um, como parece. Caminho antigo, novo, dos Diamantes e do Sabarabuçu. Falaremos sobre as especificidades de cada um a seguir:

Caminho Velho

Foi o primeiro oficialmente aberto pela Coroa Portuguesa, o objetivo era ligar o interior mineiro ao litoral fluminense. Antigamente, o percurso demorava cerca de 60 dias para ser feito à cavalo. Alguns dos pontos percorridos: São João del-Rei, Tiradentes, Caxambu, as três em Minas Gerais, e Paraty, no Rio de Janeiro.

Caminho Novo

O Caminho Novo foi aberto visando ser uma opção mais rápida ao Caminho Velho. Ele guarda inúmeros elementos da época dos bandeirantes e também das primeiras explorações de pedras preciosas. Alguns dos pontos percorridos, Juiz de Fora, Lavras Novas, Paraíba do Sul, as três em Minas Gerais, e Petrópolis, no Rio de Janeiro.

Caminho dos Diamantes

As pedras preciosas de Diamantina deram origem a esse caminho. Foi em 1729 que a cidade mineira começou a ter destaque no cenário nacional pelas riquezas que ela guardava, dando origem ao novo caminho. Alguns dos pontos percorridos: Diamantina, Mariana, Ouro Preto e Serro, todas em Minas Gerais.

Caminho Sabarabuçu

A história desse caminho é no mínimo bastante curiosa e mostra como foi a exploração de pedras preciosas em Minas Gerais. Há 300 anos, viajantes avistaram uma luz na Serra da Piedade e acharam que aquilo era ouro. Logo, eles criaram uma alternativa para chegar até lá, mas ao finalizar o caminho descobriram que se tratava na verdade de minério de ferro. Alguns dos pontos percorridos: Barão de Cocais, Caeté, Glaura e Sabará, todas em Minas Gerais.

Viu como a Estrada Real é rica e cheia de curiosidades. Apesar de hoje ouvirmos muito falar sobre o artesanato local, os pratos típicos dessas cidades, monumentos históricos, a riqueza escondida por trás da história dessa rota turística é muito maior. Esperamos que tenham gostado do nosso artigo. Para continuar acompanhando novidades como essa, curta a nossa página no Facebook!

Deixe um Comentário