+55 (32) 3355.1483

Blog Candonga da Serra

20 out

Conheça as famosas lendas mineiras

Os mineiros adoram um “causo”. Não é a toa que os cidadãos do Estado são conhecidos pela sua hospitalidade, sempre com muita história para contar e um bom cafezinho. Alguns desses relatos são antigos, passando de geração em geração e se tornaram verdadeiras lendas mineiras.

No nosso artigo de hoje falaremos um pouco mais sobre esses contos que fazem parte do dia a dia dos moradores de Minas Gerais. Acompanhe e descubra os relatos que separamos para vocês e enriquecem ainda mais a nossa cultura!

Chico Rei

Uma das mais antigas lendas mineiras surgiu na histórica cidade de Ouro Preto. Como se sabe, Minas Gerais foi um dos principais cenários da exploração do ouro no país. Segundo conta essa lenda, existia um escravo que trabalhava nas minas do Major Augusto e se chamava Chico. Ele conseguiu a sua carta de alforria ao esconder boa parte do ouro em seus cabelos.

A história diz que ele teve a proteção de alguns religiosos da época. Depois de algum tempo ele adquiriu a mina em que trabalhava e deu liberdade a todos os escravos que atuavam nela, surgindo assim o título de Rei dos Escravos, Chico Rei. Até hoje, ele é conhecido como um símbolo de liberdade pela população local.

Dona Beija

Araxá é conhecida como a cidade das águas terapêuticas e não por acaso possui uma lenda ligada a elas. Segundo contam, no município havia uma mulher muito bonita e conquistadora chamada dona Beija.

Sua beleza chamava atenção por onde passava, por isso, após a sua morte, surgiu no local uma lenda que dizia que a água de uma lagoa onde ela se banhava era sagrada. Assim, os locais afirmam que quem toma dessa água recebe a beleza e saúde tal como tinha dona Beija.

O Segredo

A cidade de São João del-Rei é repleta de lendas ligadas à sua história, sendo que um livro foi escrito há algumas décadas denominado “Contam que”. Uma das mais famosas histórias retratada no espetáculo Lendas Sanjoanenses é a lenda “O Segredo”.

Há séculos atrás um rico casal morava em um sobrado próximo à igreja de São Gonçalo. Rogério, rico homem da época, era casado com uma mulher conhecida pela perversidade com a qual tratava os escravos, dona Jacinta. Uma jovem e bela escrava chamada Julieta despertou o amor de Rogério e a ira de sua mulher, que queria a venda dela a qualquer custo.

Com o tempo Julieta fingiu que esqueceu do assunto e ficou até mais carinhosa com o marido. Na comemoração do aniversário serviu um banquete à Rogério e entre os pratos estava um picadinho de coração, que foi a refeição preferida do mesmo. Mais tarde ele procurou a escrava, sem êxito. Mal ele sabia que o coração na verdade era da própria Julieta, a qual Jacinta mandou matar.

Ao longo de muitas cidades mineiras pode se ouvir histórias como essas. Por isso, não deixe de visitar o estado e conhecer a rica cultura do povo mineiro, que não dispensa uma boa conversa, como dissemos lá no início do nosso artigo.

E então, gostou do nosso artigo sobre lendas mineiras? Que tal compartilhá-lo nas suas redes sociais e mostrar aos seus amigos as curiosidades do estado? Temos certeza que eles vão gostar!

 

Deixe um Comentário